Símbolo no Metro de Madrid, indicando uma zona de descanso...

Vontade de chatear (3)

3 em 1... repare-se na arte deste condutor:
1) tapa um lugar de estacionamento, impedindo um qualquer desesperado de colocar lá a viatura;
2) impede um automóvel de de sair;
3) dificulta a manobra ao tipo da direita que vai ter de recuar e colocar-se em contra-mão...

Se isto não é vontade de chatear os outros, então, é o quê?
Não há uma só vez que eu olhe para esta personagem à esquerda (ou seja, todos os momentos do dia) e não me lembre do Fernando Mendes. Passo os dias a imaginar este pinguim a apresentar o Preço Certo, agarrado à louraça da Lenka, a comer doces levados pelos concorrentes e a dizer "espectacular!".

Coisas...

Pérolas do match.com (4)

Estou muito temendo Deus cristão, mas eu não criticam outras pessoas ou da religião e eu tenho tentado, tanto quanto possível, nunca permitir que o meu relacionamento com Deus a afectar a minha vida em qualquer romance de que maneira for.
Estou certo de que se Deus quiser, vamos atender a todos, Isto são algumas outras coisas que eu ainda acho que você precisa saber sobre mim.
Para mim, gosto de ir a praias na minha Bikinin, mostra filmes, concertos musicais e muitas vezes para ir jantar e saborear um pouco de café ou vinho de uma pequena janela e assistir serviços religiosos. Sou também o tipo de mulher que vai estar esperando em sua porta quando você está de volta, quer de trabalho ou em qualquer lugar, e eu também adoro cuddling no sofá com o homem que eu amo assistir tv.
lollyball1 dixit

Idioma brasileiro

Já sabíamos que o empresário Pais do Amaral tinha vendido o grupo Media Capital aos espanhóis da Prisa, colocando, desta forma, a mais popular televisão nacional nas mãos de estrangeiros (dos piores!). Agora, ficamos a saber que, para a MediaBooks - a livraria virtual do grupo Leya (a mais recente obra de Amaral) -, no Brasil já não se fala Português. Desconheço quem foi o animal que colocou semelhante informação (ver imagem) na ficha de um guia de viagens da Lonely Planet mas, mais importante do que um erro, é saber que no sistema informático da loja existe a hipótese de alguém escolher um tal idioma "Brasileiro".

Assim, de uma assentada, um qualquer funcionário da MediaBooks presenteou 180 milhões de pessoas com uma língua só sua, remetendo o idioma de Camões para um qualquer sítio obscuro do ranking de línguas faladas no mundo.

A situação não é virgem e é apenas a materialização desse complexo estúpido, fruto de nacionalismos ressabiados que gerou o "Brazilian Portuguese" (tão comum na internet) ou o "Português Ibérico". A nossa língua passa pela vergonha de ser a única cuja diferenciação é praticamente omnipresente quando se trata de escolher idiomas em sites. Orgulhosamente sós, orgulhosamente estúpidos e tacanhos, de um provincianismo atávico que encurta a vista, que confunde amigos com inimigos, que mata à nascença qualquer sonho de expansão cultural.

Com ou sem consoantes mudas, mais do que mudar a ortografia, há que mudar a cabeça de muita gente.
E, porque razão, uma casa-de-banho não há-de valer uma foto? Esta fica no King Triplex, ali pertinho da Av. de Roma.

Coisinhas destas não há na FNAC. É pena :)