Ontem entrei na administração desta coisa e o meu olhar foi desviado por um boneco que nunca tinha visto: uma coisinha verde, em forma de busto, com uma legenda dizendo "1 seguidor". É certo que sei que há, pelo menos, três almas que, regularmente, consultam este blog. Também já houve duas senhoras que tiveram a simpatia de manifestar gosto pelos meus textos mas... "seguidor", eh pá, isso quase me faz sentir uma espécie de líder religioso, um povoador de espíritos alheios, uma referência ética e moral, alguém cuja palavra é ouvida com reverência.

Com a ansiedade de quem espera uma grande descoberta, carreguei no ícone. Lá estava ele, o meu "seguidor", com nome, blog... uma identidade internética ligada à minha. Não pude deixar de ficar, no meu íntimo, reconhecido à pessoa, ao meu "seguidor".

"Seguidores da cabaça" para a esquerda, "seguidores da sandália" (*) para a direita. Os meus, que fiquem aqui mesmo.


(*) NOTA DO AUTOR - alusão à obra-prima "A vida de Brian", dos Monty Python

1 comentário:

V disse...

epah, isso deve ser engano, um erro informatico... a tua barraca está sempre às moscas ...
:) se for assinante de feeds rss, sou eu :)...lolol

tens de arranjar ainda mais, mas tb os teus feeds tão todos faralhados