Arquitectura no CCB

A não perder, a actual exposição no piso 2 do CCB - "Pancho Guedes - Vitruvius Mozambicanus" -, uma retrospectiva da carreira do arquitecto português, quase toda ela feita na África austral (Moçambique e África do Sul).

Mas a obra de Pancho Guedes (que, confesso a minha ignorância, era um perfeito desconhecido para mim) vai além dos traços no estivador e salta para a escultura e a pintura. A primeira, centrada à volta de algumas formas base e a segunda feita de cores alegres e traços kitsch, emanando uma alegria por vezes enganadora.

Conhecer a obra de Guedes é uma lufada de ar fresco para quem está farto do minimalismo e da datadura do ângulo recto. E é uma viagem a um passado ainda não muito distante onde todos acabamos por encontrar qualquer coisa de nostálgico.

Até 16 de Agosto, no CCB. Mexa-se!

Sem comentários: