Um pequeno luxo

Um pequeno luxo é o que se pode chamar ao que aconteceu ontem no Instituto Franco-Português, em Lisboa. Alex Beaupain, um dos nomes grandes da actual música francesa, trouxe à sala do instituto o seu espectáculo "Tout Ira Bien", um conjunto de canções intercaladas com textos, na simplicidade musical de um piano, um violoncelo e uma leitora.

Para quem não dominasse a língua francesa, o espectáculo poder-se-ia tornar um pouco frustrante devido à ausência de tradução dos textos. Mesmo para quem tivesse (como eu) uma compreensão razoável do idioma, muitas partes terão ficado em branco. Mas, ali, o que era verdadeiramente importante eram as canções, várias delas fazendo parte da banda sonora de "Canções de amor", o interessantíssimo filme de Christophe Honoré que foi buscar justamente às canções de Beaupain toda a sua força.

Vestidas com uma roupagem mais simples, nem por isso canções como "Il faut se taire", "Les yeux au ciel", "Au parc" e "Si tard" perderam a sua beleza e foi, realmente, um luxo poder ouvi-las ao vivo, no contexto quase recatado de mais um evento gratuito promovido pelo IFP, esse local quase imutável onde em tempos eu estudei e do qual andei ausente durante largos anos, para vir a descobrir que, quase 15 anos depois, tudo continua na mesma: os espaços, a decoração, os cheiros...

Esteticamente, o IFP pode ser um sítio parado no tempo mas é, cada vez mais, para mim, uma referência de "pequenos" eventos francófonos (e não só!) que marcam uma diferença muito boa de seguir.

1 comentário:

Cassandra disse...

Adorei a matéria, pois fiquei apaichonada por ele depois que vi o filme AS CANÇÕES DO AMOR. E tem que divulgar mesmo o que é bom.