Sei o que não quero!

Um volte-face é coisa que pode acontecer a qualquer momento. A mim, aconteceu-me hoje de manhã um. Decidi em quem não vou votar. Eu, que até tinha simpatia pelo demónio de serviço (o Sócrates), eu que até me arrepiava com aquela ideia da Manuela Ferreira Leite de entregar a educação aos privados, passei a estar absolutamente decidido a não votar PS e tenho um bichinho atrás da orelha a dizer-me "Vota útil, vota PSD".

Aguentei muita coisa que se disse e fez por causa do Governo, defendi-o quando achei que a maledicência era demais, levantei os braços para aplaudir o Magalhães mas... há coisas que são demais. Quando a TSF anuncia que, na apresentação do programa de governo do PS, lá estão matérias como o comboio de alta velocidade (esse elefante branco, defendido pelos maiores interesseiros da praça), o casamento homossexual (ver texto antigo) e a regionalização, então, eu não quero saber de mais nada porque, o meu voto não levam!

A minha grande dúvida, agora, é saber se voto nulo, em branco ou num qualquer partidozeco (como fiz nas Europeias, com o MMS). A opção PSD é pílula que me custa a engolir e só o Pacheco Pereira seria capaz de me convencer a tal.

Eu quero é ir viver para uma ilha deserta!

2 comentários:

Martinho disse...

Se tens um bichinho atrás da orelha a dizer-te para votares no PSD, o melhor mesmo é matares o bicho. Eu continuo a simpatizar com o "bicho", mas o outro, o Sócrates! Não penses que eu também não tenho dúvidas, claro que tenho, há muita coisa que correu mal e muita outra em que não fiquei convencido com a explicação. Mas que diabo...quando alguém é tão criticado é porque fez alguma coisa e mesmo que tenha feito mal, a verdade é que ninguém fica na história por não ter feito nada. Todos ficaram por ter feito alguma coisa, mesmo que mal feita. Mas continuo a achar que o "tipo" fez algumas coisas bem feitas, o problema é que muito do que foi bem feito só vai ser visível daqui por uns anos, caso do Magalhães, energias renováveis, a questão dos carros eléctricos, as reformas na Administração Pública, etc.
Por isso ainda vou dar um voto de confiança ao homem, apesar de também ter as minhas reservas!Agora MFL, desculpa lá, mas essa é que não! Ainda se fosse o Rui Rio ou coisa parecida, até podia ser tentado, mas assim não.

catinga disse...

A verdade é que, em todo o PSD, a MFL é das personagens que mais me agrada (juntamente com o Rui Rio). Gosto da frontalidade dela, da pontinha de mau-génio e impaciência que lhe noto (como no Sócrates). Parece-me, decididamente, uma pessoa com noção de Estado.

O meu problema com o PS é que está a fazer finca-pé de coisas que eu acho catastróficas para o país (como o TGV e a Regionalização).