Já nem o parlamento escapa!

O jornal Público está convertido no órgão oficial da chamada "comunidade gay". É praticamente impossível aceder à edição internética do jornal sem levar com um ou dois destaques relativos a essa patacoada civilizacional que é o casamento homossexual. Já em tempos aqui escrevi sobre esse absurdo (ver) mas parece que a estupidez e a moda vão mesmo conseguir dobrar o bom-senso e a razão de Estado.

O entusiasmo do Público com o tema é tal que, como se não bastasse o massacre "noticioso", até já se enganam nos títulos das notícias. Não chega que o Parlamento vote o casamento "gay", é preciso que o Parlamento também o seja! Vejam a foto.

Sem comentários: