H3 escalfado

O que é pior?: estar a trabalhar às nove da noite; tentar ouvir o Sporting-Benfica e não poder porque a merda do sistema operativo que está instalado no computador do trabalho não permite ouvir rádio em direto ou ir matar a fome ao H3 e sair de lá irritado? A escolha é difícil mas vou optar pelo terceiro mal.

O pretenciosismo da cadeia de hamburgueres H3 nunca me convenceu: os nomes em Inglês, o design excessivamente modernaço, a insistência na grande qualidade da comida, aquela coisa do toque "gourmet" (que hoje serve para vender tudo). No fundo, é apenas uma casa de hamburgueres iguais aos que qualquer pessoa faria na sua cozinha doméstica. Mas, concedo que, de vez em quando, gosto de lá ir, para variar de outros sítios melhores ou porque está mais a jeito. Foi o caso de hoje. Tendo experimentado há três dias um "H3 Benedict" (hamburguer, arroz/batata, molho "holandês", espinafres e ovo escalfado) - e gostado -, resolvi comer novamente o prato. No Campo Pequeno, peço o menu (€6,95) e, quando me dão a comida, noto que o ovo escalfado mais parece um ovo estrelado, brilhante, com clara excessiva e quase líquida (mal cozinhada, portanto) e a gema toda à mostra. Pergunto à empregada se o prato não é com ovo escalfado. Que sim, confirma e que aquilo é um ovo à dita maneira. Digo que acho difícil mas não insisto. Pago, sento-me à mesa e, mal espeto o ovo, é só ver gema a sair por todo o lado e a esparramar-se sobre a comida (saltando do prato até). Não me contenho e vou mostrar o ovo à empregada, perguntando-lhe se ainda acha que aquilo é um ovo escalfado. Que sim, que sim, insiste (mesmo perante a visão do hamburguer todo coberto de gema e a minha insistência em que é um ovo estrelado). Afirmo que se enganaram (o que até aceito por ser bom rapaz) mas que ela não me diga que aquilo não é um ovo estrelado. Volto para a mesa irritado e sentindo-me defraudado. Seis euros e meio por um prato onde uma coisa tão básica quanto um ovo escalfado não é bem feito, com tanta coisa de "gourmet" aqui, "gourmet" ali, irrita-me!

Toda a vida comi ovos escalfados em que a clara é uma película à volta de um ovo seco, que se corta e come com o garfo. E foi assim que mo serviram há dias no H3 do Monumental-Saldanha, para meu grande gosto. Se alguma regra culinária diz que não é assim, então, não só contradiz trinta e tal anos de experiência minha como demonstra falta de acerto entre os cozinheiros da cadeia. Combinem lá isso: ou servem ovos escalfados líquidos (para quê a diferença com os estrelados, então?) ou os servem secos. Agora, uma pessoa ir a um sítio, comer uma coisa e gostar e, depois, noutro lado já ser diferente... isso é que não! Ainda por cima, quando a distância entre os dois restaurantes é de menos de um quilómetro. Não se justifica a variação...

Foi pena não ter tirado fotografias. Da próxima vez que comesse um ovo bem escalfado, podia armar-me em especialista e dizer "olhe que isso não está tudo líquido". E até o podia fazer num qualquer outro estabelecimento H3...

2 comentários:

Hugo Pacheco disse...

Claramente nao sabes o que e um ovo escalfado...talvez isto ajude:

http://en.wikipedia.org/wiki/Poached_egg

catinga disse...

Caro Pacheco,

Como não me passa pela cabeça duvidar de quem sabe o que é um "Poached Egg", eu sugeria-lhe o seguinte:

1) Que fizesse o favor de informar os cozinheiros dos diversos restaurantes da H3 onde eu comi ovos decentes de que são uns incompetentes e deviam aprender com quem realmente sabe.

2) Que pedisse aos responsáveis pela cadeia para mudarem a designação de "Ovos Benedict" para "Poached eggs". Tenho a certeza de que todos ganharíamos com isso.

Finalmente: essa coisa do "tu"... nós conhecemo-nos, porventura?