Internacionalismos

No Centro Comercial João de Deus, em Lisboa, há um restaurante japonês - perdão, um "Japanese Restaurant". O dito estabelecimento tem uma seleção variada - perdão, um buffet misto -, de comida já feita ou "À lá carte" (a má ortografia francesa é do original mesmo). Quem quiser, pode comer no próprio restaurante - irra! restaurant -, ou levar para casa - ou seja tem "takeaway". Quem comer no "restaurant" já sabe que é em regime de "coma o que quiser" - perdão, "all you can eat".

Eu já provei o buffet misto deste japanese restaurant e eatei que me fartei (foi no place, portanto, não takeawayei nada). E se não à lá cartei foi porque a food era consideravelmente mais expensiva e achei que não worthava a feather o price. Já agora, o buffet também não é grande thing, feito de banalidades sem grace que se arranjam em qualquer supermarket. A única coisa interestingante por there é mesmo o riso aparvalhado que suscita (suscitate, em Americano) tanto pretenciosismo internacionalista.

Já agora, para que não pensem que o japanese restaurant é a única vítima de palermice no centro comercial (shopping centER - assim, à americana), também mostro aqui uma foto do clube erótico (porra, erotic club!) Photus que está "open all day".

Portanto: eatai no japanese restaurant, provai a comida à lá carte - ou o buffet em regime all you can eat (se não quiserdes takeawayar) - e, depois, batei uma fistada watchando as models do erotic club que está open all day. E tudo sem sair do mesmo shopping center! Querem mais?

Sem comentários: