O carteiro é lixado!

A minha vaidade faz-me consultar regularmente o Google Analytics, só para ver como anda a popularidade deste triste blog. Como nem tudo é mau, este meu pequeno pecado permite-me, ocasionalmente, descobrir coisas engraçadas como: saber que existe uma obsessão nacional pelas fotos da Rita Mendes na Playboy; que tive uma visita com origem numa ilhota perdida no Pacífico ou que há muito funcionário público a perder demasiado tempo a ler os meus textos em horário de trabalho. Também não perco a oportunidade para dar um salto aos blogs e sites que se dão ao trabalho de me referenciar. É coisa arriscada para o ego porque tanto posso ser citado de forma elogiosa como servir de saco de pancada.

Recentemente, notei na lista de referências um link para oscarteiros.ning.com e lá fui eu dar largas à minha curiosidade. Desta vez foi daquelas situações em que o meu amor-próprio saiu beliscado porque descobri que alguém de nome Miguel Figueiredo ficou melindrado com um post meu sobre um condutor que estacionou de forma animalesca. Se pensam que o ofendido é o dono da carrinha, estão enganados porque ele é, na verdade, um carteiro. Que tem uma coisa a ver com a outra, perguntarão vossemecês? Acaso seria a carrinha uma encomenda momentaneamente pousada no chão? Não, nada disso. Apenas se dá o caso de eu ter referido que, na zona em questão, os carteiros são responsáveis por algum do caos no estacionamento. Ato contínuo, o bom do Miguel resolve fazer um post lá no seu blog chamando-me "sacana" e "novo rico com a mania que é parvo" por "falar mal dos carteiros". Como quem se mete com carteiros não fica impune, o Figueiredo assegura que "Já levou resposta".

Ok. Esclareçamos algumas coisas:

1) Conforme o MF (simplifiquemos a coisa) diz no seu texto curtinho, eu não sou nem "cota nem cigano". Aí, o homem acertou. Mas... saltar disso para uma condição de novo-rico é que já me parece uma conclusão abusiva. Ora, de um carteiro espera-se um melhor conhecimento sociológico, convenhamos. Quando chegamos ao "mania que é parvo", o disparate já é pegado, até porque ninguém tem a mania que é parvo. Quando muito tem-se a mania que se é bom, que se é bonito, que se é esperto (eu sou todas essas coisas). Agora... mania de que se é parvo... não me parece coisa que alguém queira ter.

2) Quanto a falar mal dos carteiros: não vejo em que é que dizer que eles são responsáveis pelo caos no estacionamento numa determinada zona - devido à acumulação das suas viaturas -, é "dizer mal dos carteiros". O MF sofre daquele mal comum que impede as pessoas de serem frias e racionais quando confrontadas com uma opinião alheia. Há quem chame a isto ser bronco ou nhurro. Por mim, chamo-lhe uma tristeza. No entanto, também há quem chame à dificuldade que o MF tem em ler e perceber um texto "iliteracia". É certo que os textos que o MF lê são apenas moradas - coisas simples que não o deviam cansar -, mas, ainda assim, faz um bocado de impressão...

3) O MF chama-me "sacana". Parece que o nosso amigo é alguém com propensão para chamar coisas aos outros. Na realidade, isso é uma característica própria de quem não tem muito a dizer. Na ausência de ideias que se possam desenvolver, recorre-se a palavras grossas que possam servir de estampilha e toca a andar. Eu diria que, no caso do MF, estamos perante um defeito profissional mas, depois, lá diria ele que eu estava a dizer mal dos carteiros...

4) Se os problemas de compreensão do Miguel Figueiredo, apesar de tudo, são relativamente inócuos, já o mesmo não se pode dizer da lapidar finalização da "posta" (será que ele percebe o trocadilho?), quando o nosso carteiro preferido avisa todos os seus colegas de que eu já levei resposta. É que a verdade, verdadinha, é que eu não recebi qualquer mensagem por parte do MF! Ora, isto é particularmente grave porque, das duas uma: ou o homem está a armar-se perante os seus pares, ou então a sua qualidade enquanto carteiro deixa bastante a desejar já que, pelos vistos, não consegue entregar uma simples mensagem eletrónica. Tenho de ver se ele trabalha na minha zona que é para passar a ir buscar a correspondência à posta restante...

Bom: não vale a pena perder muito mais tempo com esta personagem e certo é que os 15 minutinhos de fama que eu aqui lhe estou a dar já são demasiados para o seu calibre mas não podia deixar de fazer notar que o homem se apresenta orgulhosamente vestido com uma camisola do Benfica, de sorriso babado mostrando-se ao mundo em plena "Catedral". Aposto que ele foi para carteiro só por causa da cor dos bonés! :)

Sem comentários: