Playboy PT: o fim

Pois é, acabaram-se as férias, está-se de volta ao trabalho e, apesar de muita coisa para escrever, a preguiça é tanta que não deixa vontade para mais do que largar aqui umas coisas rápidas.

Por falar, em rapidez... Acabou mesmo por ser rápido o fim da edição nacional da Playboy. Ao que parece, aquilo nasceu torto e, só para confirmar o ditado, nunca se endireitou. É pena, mesmo que o núcleo da revista (as "piquenas" nuas) nunca tenha sido nada de especial (foi fraco, até - e a última edição mostra-o bem).

Para a posteridade, para que todos se possam lembrar de mais uma tentativa abortada de ter uma revista "masculina" aqui no retângulo, deixo o link para um arquivo de capas (e não só...) da Playboy, à escala mundial. Divirtam-se!

LINK: Playboy Cover Archive


PS: a nível de curiosidade, "Rita Mendes" e "Playboy" continuam a ser as expressões de entrada mais comuns para este blog. Convenhamos que houve coisas muitíssimo melhores do que o ensaio envergonhado da apresentadora, não?

Sem comentários: