E, pergunta-se: não se pode exterminá-los?

Sem comentários: