Quantas vezes nos apercebemos destas coisas bonitas (e geralmente antigas e maltratadas) que a nossa cidade tem?

Sem comentários: