Pobre D. Aida...




Palavras para quê? A D. Aida já disse tudo...
(Cemitério dos Prazeres, Lisboa)

Sem comentários: