É assim o jornalismo que nos calha em sorte... Uma forma desonesta (e - porque não? -, canalha), de conseguir resultados (visualizações de páginas) através da maximização dos pontos negativos, ofuscando a essência dos factos e contribuindo para a desmoralização coletiva.